quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Férias

Estou de férias.
Boas festas a todo!
Até 2011.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

7º ano - Atividade Avaliativa

Página 202 questão 5.

Analise as duas visões diferentes sobre o caráter da escravidão africana no Brasil apresentadas nas p. 200 e 2001. Considere.
a- A ideia principal de cada ponto de vista. Há dois pontos de vista opostos a respeito da escravidão africana: o primeiro: defende a ideia de que a escravidão africana no Brasil se caracterizou mais pela integração do que pela violência; o segundo: em oposição, advoga que, embora tenha havido miscigenação e troca de culturas, as marcas da escravidão foram a violência e a expansão.
b- O nome de um dos representantes de cada uma das visões. Gilberto Freyre e Jacob Gorender
c- os argumentos apresentado por uma e por outra  O primeiro ponto de vista tem como defensor Gilberto Freyre. Os argumentos principais na defesa da tese da integração são os casamentos inter-raciais, a convivência dos senhores e escravos no mesmo espaço e o sincretismo religioso.
A segunda visão defendida por Jacob Gorender, apresenta como argumento os constantes castigos, a alta taxa de mortalidade dos negros escravizados e as crueldades diárias a que eram submetidos os escravos nas fazendas.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

6° ano A Cultura e a queda de Roma

Os romanos receberam forte influência da cultura grega. Até os deuses eram praticamente os mesmos, embora tivessem outros nomes. A cultura ocidental contemporânea deve muito à cultura romana. O idiona dos romanos, o latim, deu origem às línguas latinas: romeno, espanhol, português, italiano e francês.
As Leis dos países de hoje são inspiradas nas ideias do Direito Romano.
A queda de Roma
Os bárbaros (povos que não faziam parte do império), vindos da Europa e da Ásia, em Paz ou através da guerra, ocuparam vastas regiões do Império.
Em 476, Roma foi tomada e saqueada. Era o fim oficial do Império Romano do Ocidente. No seu lugar, apareceram inúmeros reinos bárbaros, que não duraram muito tempo. Começava uma nova etapa na história europeia: a Idade Média.
Fatores que levaram o Fim de Roma
Para sustentar um império tão vasto, Roma contrata soldados profissionais, o que exigia enormes gastos, levando ao constante aumento de impostos, gerando grande descontentamento na população.
A instabilidade política, com a má administração de alguns imperadores, gera insatisfação.
Houve também as invasões bárbaras, que foram de duas maneiras:
a- Pacíficas: Colonos ou soldados.
b- Violentas: derrotando o exército romano e ocupando partes do território.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

6º ano P. 216 questões 1, 4 e 5

1- Em seu caderno, faça uma ficha sobre a crise do Império Romano. Siga o roteiro.
a- Quando começou a crise: Por volta do século III
b- Principais sinais da crise:
Esvaziamento das cidades
Crescimento da migração para as áreas rurais.
Expansão da Fome e epidemias
Desenvolvimento de novas formas de trabalho - colonato
c- Fatores internos da crise:
Diminuição das conquistas
Redução do número de escravos
Queda da atividade econômica
Desorganização política
d- Fatores externos da crise:
As invasões germânicas que destruíram o império
e- Medida do governo para conter a crise:
Elevação de impostos
f- Resultado da crise:
Esfalecimento do império do Ocidente até a sua queda definitiva em 476.

4- Estabeleça a diferença entre Edito de Milão e Edito de Teodósio.
Edito de Milão: Concedeu liberdade de culto aos cristãos - 313 - Imperador Constantino.
Edito de Teodósio: Tornou o cristianismo religião oficial do império - 380 - Imperador Teodósio.

5- Em seu caderno, explique as expressões.
a- Ruralização: processo ocorrido no Império Romano, a partir do século III, que se caracterizou pelo esvaziamento das cidades e pelo deslocamento de pessoas em direção ao campo.
b- Código Justiniano: Obra sistematizada pelo Imperador Bizantino Justiniano que reunia e  atualizava as principais leis romanas.
c- Questão Iconoclasta:Disputa religiosa que dividiu o Império Bizantino entre partidário e contrários ao culto das imagens sagradas
d-Cisma do Oriente: Separação definitiva entre a igreja do ocidente, fiel ao papa de Roma e a igreja do Oriente, que tinha como líder máximo o patriarca de Constantinopla.
e-Servo:Trabalhador preso à terra, dependente do senhor e sujeito a uma série de obrigações.

Página 222 - 7º ano

Faça uma ficha sobre as invasões holandesas seguindo o roteiro abaixo.
Invasões holandesas
a-Motivo da invasão A união Ibérica e as guerras de independência dos Países baixos contra o domínio espanhol.
b-Empresa que organizou a invasão: Companhia das Índias Ocidentais.
c-Ano e local da primeira invasão: 1624 - Salvador na Bahia
d-Duração da primeira invasão: 1624 a 1625
e-Ano e local da segunda invasão: 1630 - Pernambuco.
f-Região dominadas: Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará
g-Fatores que levaram á expulsão: Cobrança das dívidas por parte da Companhia das Índias Ocidentais e possível perda de terras por parte dos fazendeiros
h- Resultado da expulsão para a economia açucareira:
Desorganização da produção devido as guerras de expulsão dos holandeses. F
alta de financiamento.
Concorrência do açúcar antilhano

Holandeses no Brasil - 7 º ano

Já sabemos que a burguesia holandesa participava no transporte, financiamento, distribuição de no refino do açúcar brasileiro. Entre 1580 e 1640, Portugal esteve unido à Espanha, Nesse período, o Brasil foi proibido pelos espanhóis de estabelecer comércio com os holandeses. Em represália os holandeses invadiram o norte brasileiro.
Com a expulsão dos holandeses em 1654, e produção açucareira reduziu-se, por sua desorganização e com a concorrência do açúcar produzido nas Antilhas pelos holandeses.

Exercício 1, 2 e 3 - página 196. - 6º ano

1. Escreva o que eram, onde se localizavam e quais as obrigações dos seguintes territórios do império.
O que eram Onde se localizaram Quais eram sua obrigações

Aliados Cidades que decidiram unir-se a Roma
             Península Itálica
            Não pagavam impostos, mas teria que fornecer soldados par o exército romano
Municípios: Territórios conquistados pelos romanos 
                     Península Itálica Pagavam impostos.
                      Forneciam soldados par o exército.

Províncias: Territórios conquistados pelos romanos
                   Fora da Península Itálica Pagavam impostos.
                   Cultuavam os deuses romanos.
                  Obedeciam a administração romana apesar de ter seus próprios governadores

2- Com base no texto, dê o significado dos seguintes termos.
a - Nobilitas: Grupo social formado em Roma durante a República e que era constituídos de famílias patrícias e de plebeus enriquecidos.
b- Cavaleiros: Grupo social que surgiu em Roma em decorrência das guerras de conquistas e da formação de um grande império. Era constituído de pessoas que se enriqueceram com a cobrança de impostos e o comércio nos territórios conquistados.
c- Guerras Púnicas: Nome que receberam os conflitos militares ocorridas entre romanos e cartagenises pelos domínio das rotas comerciais do Mar Mediterrâneo.
d- Escravo: Em Roma era o individuo que pertencia a outro individuo, devendo-lhe ser fiel e dedicado. Podia ser um prisioneiro de guerra, um filho de escravo, um homem livre que tenha negociado sua liberdade ou que sua família o tenha vendido.

3- Aponte uma mudança que ocorreu em Roma com as conquistas em cada um dos seguintes terrenos.
a- Forma de Trabalho: Expansão do trabalho escravo
b- Economia:  Crescimento do comércio
c- Exército: Profissionalização e aumento do prestígio dos generais.
d- Divertimento: Criação dos anfiteatros.
 

O Coliseu - p. 197

Depois de ler o texto da p. 197 responda as questões 1 e 2
1- Em seu caderno, monte a ficha sobre o Coliseu.
a- Quando foi construído: 72 a 80d. C
b-Como de chamava: Anfiteatro Flávio
c-Com que finalidade foi construído: palco de combates de gladiadores e das lutas de animais
d- Quantas pessoas podia abrigar: 50 mil
e- Que usos teve o edifício depois da queda de Roma: Foi utilizado como residência de uma família de nobres e suas pedras serviram à construção de outras obras.

2- Leia o que afirmou, em 1818, o escritor inglês Lord Byron:
"Enquanto o Coliseu permanecer de pé, Roma permanecerá em pé. Quando o Coliseu cair, Roma cairá. E, quando Roma cair, o mundo cairá também".
Que opinião tinha Lord Byron sobre o Coliseu?
Considerava inseparáveis a história de Roma, a permanência do Coliseu e a civilização humana. Para ele a cidade de Roma e o Coliseu representavam o vigor da humanidade. a queda de Roma e de seu maior símbolo, o Coliseu, anunciaria o declínio da humanidade.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Evolução Política de Roma

Monarquia - 753 a. C até 509 a. C.

Durante esse período, o governo era exercido pelo rei, que cuidava da administração, da justiça e comandava o exército. Havia um Senado, formado pelos principais chefes das famílias dos patrícios; sua função era aprovar as resoluções das assembleias.
A assembleia Curial dos patrícios confirmava algumas decisões do rei e discutia a paz e a guerra.

República: 509 a. C. a 27 a. C.

Um grupo de patrícios depôs o último rei etrusco e fundou a República. A partir desse momento, a influência dos etruscos em Roma desapareceu e o poder passou a ser controlado pelos patrícios.
Dois fatores importantes marcaram esse período: a luta dos plebeus para conseguir a igualdade de direitos e a formação de um grande império; através das conquistas militares.

Império - 27 a. C a 476 d. C.

O senado não foi abolido, mas o poder centralizou nas mãos do imperador.
A expansão do Império fez com que os romanos desenvolvessem novas áreas para produção de gêneros alimentícios e de matérias - primas para a manufaturas.
O comércio era dominado por gregos e etruscos.
O Império era ligado por modernos sistemas de estradas e postos de correios.

ROMA - 6º ANOS

A cidade de Roma situa -se no centro da Península Itálica, região do Mar Mediterrâneo, com solo fértil que permite a intensa atividade agrícola.
Quando da fundação de Roma, a Itália era ocupada por gauleses, etruscos, latinos e gregos.
A fundação de Roma data do ano 1.000 a. C. aproximadamente. Tudo indica que, em sua origem funcionava como centro de defesa contra os frequentes ataques etruscos.
No começo o povo dividia-se em patrícios, plebeus e escravos.
Os  patrícios eram aristocratas. Descendiam de famílias nobres. Eram proprietários de quase todos os bens materiais, controlavam o governo e exerciam as funções políticas.
Os plebeus eram aqueles que não descendiam dos primitivos romanos. Esses foram se tornando muito numerosos, principalmente após as conquistas, quando populações inteiras foram subjugadas pelos exércitos romanos. No começo os plebeus não tinham direitos políticos nem eram considerados cidadãos romanos.
Os escravos eram principalmente prisioneiros de guerras ou aqueles que tinham sido enjeito quando criança

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Revisão para o simulado - 7º ano

1. Quais os fatores que levaram Portugal a instalar no Brasil a economia açucareira?
- A cana teria fácil adaptação ao clima quente e úmido da costa brasileira.
- Os portugueses tinha, conhecimento das técnicas de plantio e da fabricação do açúcar.
-O açúcar era considerado um produto de luxo na Europa
2- A grande propriedade rural destinada a produção de açúcar era chamada engenho. Explique a utilidades das unidades abaixo:
a.Casa-grande: Moradia do senhor e sua família.
b. Senzala: Habitação do escravos
c: Casa da Caldeira: local onde o caldo da cana era cozido até atingir o ponto de melaço
d: Casa da moenda: Grandes cilindros de madeira, acionado por tração animal ou hidráulica, onde se extraia o caldo da cana.
e: Casa de purgar: Onde o melaço era preparado e separado de acordo com sua qualidade, empacotado e embarcado para a Europa

3-Qual a participação da classe mercantil holandesa na economia açucareira.
Financiavam a montagem dos engenhos, transportavam e distribuíam o açúcar na Europa.
4- Como era praticada a ecomonia de subsitência?
-Destinada a atender o consumo interno.
- Era praticada nas próprias fazendas de cana.
-Utilizava a mão de 0bra escrava
-Tinha como principais produtos: mandioca, milho, feijão e hortaliças
5- Qual o destino do tabaco cultivado no Brasil? era usado como moeda de troca de escravos na África.

7º ano Questões 1, 4 e 5 da p. 202

Questão 1- Monte em seu caderno uma ficha com as funções desempenhadas pelos seguintes grupos sociais do engenho.
a. Senhor de engenhos: Aquisição de terras, comércio do açúcar, compra, venda e controle dos escravos, pagamento dos salário aos trabalhadores livres.
b. Feitor das Plantações: escolher as terras para o plantio, o tipo de cana a ser cultivada e os momentos adequado para o plantio e colheita.
c. Feitor da moenda: Recebia a cana e controlava a produção do caldo
d. Feitor-mor: cuidava do ritmo da produção, substituindo os escravos sempre que necessário, controlando o transporte da cana para as moendas e garantindo a manutenção e o bom funcionamento dos equipamentos.
e. Mestre de açúcar: controlava o ponto de caldo, determinava sua retirada do fogo e o encaminhava para purgar.
f. Purgador e caixeiro: O purgador administrava o processo de clareamento do açúcar. O caixeiro, retirava a parte dos impostos. Na cidade um outro caixeiro se incumbia da venda do produto.



Questão 4-
Observe:

Preço de um escravo em 1751 100 mil réis
Custo anual de manutenção de um escravo 8.400 réis
Renda anual produzida por um escravo 35.550 réis
1 milhão de réis = 1 conto
1 Conto de réis = 1 Kg de ouro.
1g. de ouro + ou - R$ 63,00
1kg de ouro = R$ 63.000,00
a- Quanto um fazendeiro gastaria para comprar 60 escravos? 60 x 1000.000 = seis milhões ou seis contos de réis.
b- Quanto ele gastaria para manter esses escravos durante três anos?3 x 60 x 8.400 = 1.512.00 réis ou 1,5 contos de réis
c- Qual seria a renda produzida pelos escravos ao final de três anos? 3 x 60 x 35.550 = 6399.00 réis ou 6,3 contos de réis
d- A que conclusões podemos chegar após fazer essas contas? O investimento inicial na compra do escravo estaria totalmente pago a partir do quarto ano de produção demonstrando a grande rentabilidade do trabalho escravo.

Questão 5 - Vale 5,0 pontos
 Analise as duas visões diferentes sobre o carater da escravidão africana no Brasil apresentadas nas p. 200 e 201. Considere.
a- A ideia principal de cada ponto de vista. Há dois pontos de vista opostos a respeito da escravidão africana: o primeiro defende a ideia de que a escravidão africana no Brasil se caracterizou mais pela integração do que pela violência, o segundo, em oposição, advoga que embora tenha havido miscigenação e troca de culturas, as marcas da escravidão foram a violência e a exploração
b- O nome de um representante de cada uma das visões. Gilberto Freyre e Jacob Gorender
c- Os argumentos apresentados por uma e por outra.O primeiro ponto de vista tem como defensor o sociólogo Gilberto Freyre. Os argumentos principais na defesa da tese da integração são os casametnos inter-raciais, a convivência dos senhores e escravos no mesmo espaço e o sincretismo religioso. A segunda visão defendida, entre outros por Jacob Gorender, apresenta como argumento os constantes castigos, a alta taxa de mortalidade dos negros escravizados e as crueldades diárias a que eram submetidos os escravos nas fazendas.









terça-feira, 9 de novembro de 2010

Exercício de fixação

 1 – Cite os motivos que levaram a pecuária afastar-se do litoral.
O perigo eminente do gado invadir as plantações dos vizinhos ou a do proprietário; era mais lucrativo plantar cana a deixar o pasto livre para os bovinos.

2 Como era utilizados os animais nos engenhos de açúcar?
Como tração: puxar carros, transportar cargas, montarias, acionar moendas e moinhos, também se obtinha couro, carne e leite.

3- O que eram os escravos boçais? Onde eles trabalhavam? Eram escravos que tinham dificuldades para de adaptar ao trabalho, a língua e aos costumes da colônia. Trabalhavam em tarefas cansativas, repetitivas ou no eito da lavoura.

4- O que eram e onde trabalhavam os escravos chamados ladinos?
Eram os que aprendiam rápido o trabalho. Trabalhavam nas moendas, caldeiras, casa de purgar, na casa-grande, nas oficinas.

 5- Descreva a alimentação dos escravos.
Básica: farinha de mandioca, carne seca, rapadura, feijão e caldo de cana.
6-Explique os seguintes objetos de torturas:


a-
     
Tranco: ficava com os pés presos, imobilizados por longos períodos
 b- Máscara de Flandres: feita de metal flexível, cobria o rosto, principalmente a boca, impedindo de se alimentar.
 

c-       Gargalheira: colares de ferro com hastes e guizos colocados no pescoço. 

d-      Marca F: ferro em brasa aplicado nos negros fujões.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

7º anos - Atividades.

Questões 1 e 2 da página 192
1- Indique trêss fatores que levaram os portugueses a introduzir o cultivo de cana-de-açúcar em sua colônia americana.
I- Portugal tinha experiência coma produção de açúcar nas ilhas do Atlântico.
II - O açúcar era um produto raro na Europa e sua comercialização rendia altos lucros aos produtores e comerciantes.
III- No Brasil havia terras em abundância e um clima favorável ao cultivo na zona da mata nordestina

2- Explique, em seu caderno, cada um dos seguintes termos:
a- Senhor de engenho: proprietário de terra e de escravos que também possuía engenho.
b-Lavrador de cana obrigado: Proprietário que não tinha engenho e era obrigado a moer a cana em determinada propriedade.
c- Lavrador de cana livre: proprietário que não tinha engenho e que podia moer sua cana em qualquer engenho.
d- Arrendatário: Lavrador de cana que adquiria o direito de cultivar a terra de um proprietário mediante entrega para ele de parte do dinheiro obtido com as vendas do produto.

Atividades - 7º anos

P. 193
Texto: O cultivo da cana-de-açúcar hoje
Questão: 1
a- Que regiões do Brasil se destacam na plantação de cana-de-açúcar atualmente? Sudeste e Nordeste
b- Cite os produtos derivados do cultivo da cana-de-açúcar. Etanol, açúcar, cachaça, rapadura...
c-Indique duas semelhanças e duas diferenças entre a produção de cana da época colonial e a de hoje. Semelhanças: Alguns derivados são os mesmos, como o açucar e a cachaça. O nordeste continua sendo um grande produtor.
Diferenças: Antes a mão-de-obra empregada era a escrava; atualmente , usa-se a mão-de-obra livre e, em algumas grandes usinas, a produção está totlamente automatizada. Antes o açúcar era o principal derivado da cana: hoje em dia o álcool é o mais importante derivado, representando 55% da produção.

Outras atividades economicas

Algodão
O cultivo de algodão expandiu-se no século XVIII na região do Maranhão. Teve seu apogeu durante a Revolução Industrial, quando o maior fornecedor de algodão, os Estados Unidos,  estavam em guerra com a Inglaterra
Fumo
Era utilizado como forma de pagamento no tráfico de escravos africanos.
Pecuária
No nordeste, o gado foi criado a principio com a função de fornecer carne e couro. No Sul a Coroa portuguesa, interessada no povoamento, estimulou a imigração e incentivou a criação de gado e a exportação de couro.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Os Etruscos

Copiar e responder a questão 1 da p. 186

Em seu caderno, monte uma ficha sobre os etruscos.
a- Onde viviam? Ao norte de Roma entre o Rio Tibre e o Arno.
b- Em que atividade se destacaram? Comércio e artesanato
c- Como se instalaram em Roma? Por meio de casamento ou prestação de serviço.
d-Mudanças em Roma depois da chegada dos etruscos? Aumento do comércio, a área do fórum tornou-se o centro da cidade.
e- Influências etruscas na cultura? o hábito de vestir túnicas, a crença nos augúrios, o culto a Júpiter e Minerva.

Soldado Romano - 6º ano

O Soldado Romano - p. 187




Responda em seu caderno.
a- A princípio, quem servia o exército? Todos cidadão deveriam servir o exército, fossem rico ou pobres. Deviam ter, entretanto, algum bem.
b- Aponte a principal mudança no exército a partir de 111 a. C.? Os soldados passaram a receber uma remuneração pelo serviço militar. com isso, as tropas se profissionalizaram e se tornaram efetivas.
c O que eram as legiões e as centúrias? Legião era a principal unidade do exército romano. Uma legião tinha até seis mil homens, organizados em centúrias, cada qual contando com cem homens.

O Coliseu - 6º ano

P. 197.
Ler o texto e responder as questões 1 e 2.
1-O Coliseu
a- Quando foi construído. 72 a 80 d. C.
b- Como se chamava. Anfiteatro Flávio
c- Com que finalidade foi construído. Palco de combate de gladiadores e das lutas de animais
d- Quantas pessoas podia abrigar. 50 mil
e- Que uso teve o edifício depois da queda de Roma. Foi utilizado como residência de uma família de nobres e suas pedras serviram à construção de outras obras.
2-"Enquanto o Coliseu permanecer em pé, Roma permanecerá em pé. Quando o Coliseu cair, Roma cairá. E, quando Roma cair, o mundo cairá também.”
 Que opinião tinha Lord Byron sobre o Coliseu
Considerava inseparáveis a história de Roma, a permanência do Coliseu e a civilização humana. Para ele a cidade de Roma e o Coliseu representavam o vigor da humanidade. A queda de Roma e de seu maior símbolo, o coliseu, anunciaria o declínio da humanidade.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Economia Açucareira - 7 º ano

Portugal escolheu a cana-de-açúcar, que oferecia a vantagem de trazer grandes lucros, já que o açúcar era muito valorizado na Europa. O empreendimento açucareiro contou com o financiamento dos comerciantes holandeses, que, em troca distribuíam o produto na Europa, ficando com a maior parte das riquezas geradas pelo ciclo do açúcar.

A exploração do açúcar se fez em latifúndios sob o sistemas de monocultura e utilizando mão-de-obra escrava.
Cada unidade económica  açucareira chama-se engenho. O núcleo do engenho era a casa-grande, onde ficava o senhor e sua família; na senzala viviam os escravos. O engenho propriamente dito era formado pela moenda, casa de caldeiras e casa de pulgar.
A sociedade açucareira era basicamente formada pelos senhores de engenho e pelos escravos, havendo uma pequena parcela de homens livres.

Roma - 6º ano

A cidade de Roma situa-se  no centro da Península Itálica, região do Mediterrâneo, onde o solo fértil, permitindo uma intensa atividade agrícola.
Na época da fundação de Roma, a Itália era ocupada por gauleses, etruscos, latinos e gregos.
A fundação de Roma data o ano 1000 a. C. aproximadamente. Tudo indica que, em sua origem funcionava como o centro de defesa contra os frequentes ataques etruscos.

No começo o povo dividi-se em patrícios, plebeus e escravos. Os patrícios eram aristocratas. descendiam de famílias nobres. Eram proprietários de quase todos os bens materiais, controlavam o governo e exerciam as funções políticas.
Os plebeus eram aqueles que não descendiam dos primitivos romanos. Esses foram se tornando muito numerosos, principalmente após as conquistas, quando populações inteiras foram subjugadas pelos exércitos romanos. No começo os plebeus não tinham direitos políticos nem eram considerados cidadãos romanos.
Os escravos eram os prisioneiros de guerras ou aqueles que tinham sido enjeitado quando crianças.

domingo, 19 de setembro de 2010

A Cultura Grega

A cultura Grega
Muitas coisa do jeito de penar e gostar do povo ocidental de hoje me dia teve sua origem na cultura grega.
Várias palavras do português derivam do grego antigo.
Até hoje são admiradas as poesias de Homero ( a Ilíada, que fala da Guerra de Tróia, a Odisséia, que conta as aventuras do inteligente Ulisses). As esculturas de mármore, os templos elegantes com suas colunas. As tragédias (peças de teatro) de Ésquilo, Eurípedes  e Sófocles (como a que conta a lenda de Édpo que sem saber matou o próprio pai e se casou com a mãe). A geometria de Euclides, as descobertas científicas de Arquimedes.
Os filósofos gregos Platão e Aristóteles são lidos e estudados nas Universidades da autualidade.

  Livro didático da página 158 até a 165.

Atividade 3 da p. 174 - 7º ano

3- Observe com atenção o mapa a seguir.

a- Que divisão administrativa criada na América portuguesa o mapa representa? A divisão da colonia em Capitanias Hereditárias.
b-Por que as faixas de terra pintada de verde se diferenciaram das demais? As Faixas de terras em verde representam as capitanias de São Vicente e Pernambuco, as únicas que prosperaram.
c- Por que ocorreu essa diferenciação? Graças à produção de açúcar, as outras estvam isoladas da metropole, não tinham nenhuma atividade economica de valor comercila e seus donatários eram sem recursos financeiros ou não se interessavam pelas terras.
d-Qaul o significado da linha que corta o território de norte a sul?Ela representa o merediano de Tordesilhas, que dividia as terras americanas entre Portugal e Espanha.
e- Crie uma egenda para o mapa.
Pessoal

Exercícos de Revisão 6º ano


1-Considere as seguintes expressões e complete o informe.
Navegar é preciso
Os gregos antigos eram um povo de __________________. A ______________e o ________________ marítimo eram atividades de enorme importância para eles. Há uma explicação natural para essa inclinação dos gregos em explorar os__________________ : o _____________________da região é formado por um grande número de _____________________ e portos _____________________.


navegadores, pesca, comércio, mares, litoral, ilhas, naturais

Que grupos sociais não participavam das decisões políticas na democracia ateniense?
_______________________________________________________________

5-Leia o significado das expressões gregas e dê o significada as seguintes palavras do português moderno.Grafia = descrição
Demo = povo
Cracia = governo
Geo = terra
Fono= son
Metro = medida
Termo = calor
Tele = longe
Hidro = água
Grafia= estudo
Geografia:____________________________________________
Democracia: __________________________________________­
Termometro: __________________________________________
Telefone: _____________________________________________
Hidrografia: ___________________________________________
Qual foi a civilização que surgiu entre os mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, por volta de 2000 a.C? Ela se formou após a migração de tribos nômades de origem indo-européia, como aqueus, jônios, eólios e dórios.
________________________________________________________________________________

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Texto da p. 157 - 6º ano

Ler o texto da p. 157
Copiar e responder a questão 1
Monte em seu caderno, uma ficha sobre Odissue (Ulisses) e a guerra de Tróia.
a- Quem foi Odisseu? Rei mítico da ilha de Ítaca, que se tornou conhecido por sua astúcia na guerra vitoriosa contra os troianos.
b- Onde ele foi lutar? Ele foi lutar na cidade de Tróia, na Ásia Menor.
c- Que ideia ele teve para ganhar a guerra? Construiu um cavalo e convenceu os troianos a deixá-lo entrar na cidade. O cavalo era enorme e oco. Dentro dele estavam escondidos soldados.
d- Por que a sua viagem de volta foi tão tumultuada? Porque os deuses o puniram por seu orgulho e criaram uma série de obstáculo em sua viagem de retorno à Grécia.
e- Em quais obras essa história foi contada? essa história foi contada na Ilíada e na Odisseia.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Exercícios 7º anos

Ler as páginas 172 e 173 e responder as seguintes questões:
1 Explique:
a- Capitanias Hereditárias: São as quinze faixas de terra qual a colônia portuguesa na América foi dividida.
b- Carta de doação: Documento pelo qual o rei transmitia aos donatários a tarefa de colonizar e comandar a capitania.
c- Capitão donatário: pessoa encarregada de comandar a capitania.
d- Governo-geral: centro político criado por Portugal, com o objetivo de administrar toda a colônia.
e- Homens-bons: proprietários de terras e de escravos, que eram portugueses ou descendente.
f- Sesmaria: grande lote de terra entregue a quem tivesse recursos para explorá-la economicamente.
g- degredado: Pessoa condenada á pena de degredo, cuja punição é viver fora de seu país.
h- Camâras Municipais: órgão responsável pelo governo das vilas e cidades.
2- Quem foi o primeiro governador do Brasil? Tomé de Souza
3- Qual foi a primeira capital do Brasil? Quando foi Fundada? Salvador em 1549 por Tomé de Souza.
4- Sobre a primeira cidade fundada no Brasil, responda:
a-Nome: São Vicente
b- Localização Litoral do atual estado de São Paulo
c- Seu fundador: Martin Afonso de Souza
e- Ano: 1532
5- Quais os direitos dos donatários?
  • Concessão de sesmarias.
  • Fundação de Vilas.
  • Monopólio da navegação fluvial, das moendas e engenhos.
  • Aplicação das leis nas terras sub sua jurisdição.
  • defesa do território de sua capitanias, por meio do comando militar.
6- Qual a função das camâras municipais?
  • Regulamentação das edificações das cidades e da limpeza das ruas.
  • Fixação das penas par os que faltassem às procissões.
  • Controle dos pesos e medidas dos produtos feitos pelos artesãos.
  • Determinação  da prisão dos acusados de perturbar a ordem .

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Brasil: iníco da colonização

Cabral chegou ao Brasil em 1500, mas nos trinta anos seguintes à sua chegada Portugal não fundou nenhuma cidade na região. O Brasil era apenas uma escala de navios portugueses que seguiam para as Índias. no período pré-colonial (1500 a 1531) os portugueses se limitaram a extrair pau-brasil e a combater corsários que povoavam a nossa costa. Os portugueses começaram a colonizar o Brasil porque se sentiram ameaçados com a possibilidade de ele ser tomado por outros europeus.
Além disso, era possível produzir açúcar aqui, um produto caro e muito apreciado na Europa.

Grécia

Os gregos descendem de vários povos indo-europeus: aqueus, jônios, dórios e eólios. Receberam forte influência da cultura Creta.
A Grécia era uma pequena península formada por várias cidades-estados que só se uniam em casos de guerras. As mais destacadas eram Esparta e Atenas.
A sociedade espartana era dominada por nobres, que tinham treinamento militar desde criança.
A sociedade ateniense era caracterizada pela democracia: todos os cidadãos, mesmo os pobres lavradores tinham direito de participar das assembleias. Mas os metecos ( nascidos em outras cidade-estados), as mulheres e os escravos estavam excluídos da democracia ateniense.
o apogeu de Atenas foi alcançado sob o governo de Péricles.

sábado, 28 de agosto de 2010

7º ano - p. 164

Elabore um quadro identificando a data de criação, onde se localizavam e as funções de cada um dos órgão coloniais da América Espanhola.


2.Complete em seu caderno, a ficha sobre as missões ou reduções jesuíticas
a- Principal Objetivo: catequização dos indígenas
b- Atividade econômica que desenvolvia: agricultura, criação de gado e artesanato
c- Local onde forma criadas: Ao longo dos rios Uruguai, Paraná e Paraguai
d- Povos indígenas aldeados: Guarani




Livro História Critica - 6º anos

1- Qual é o nome atual do país em que viviam os antigos persas? Irã
2- Diga o que eram as satrapias e os sátrapas. Satrapias: eram o nome que se dava as províncias persa.
Sátrapas: eram os governadores das províncias (satrapias) persas.
3- O Império Persa construiu milhares de quilômetros de estradas. Qual era a sua importância? Ajudavam os comerciantes a levar suas mercadorias a pontos distantes. os cobradores de impostos poderiam chegar mais rápido e ir até lugares mais distantes. As mensagens eram trocadas com agilidade devido a facilidade de locomoção.
4- Mostre como se organizava o correio persa. O rei enviava uma mensagem através de um cavaleito que corria até um determinado ponto onde havia a troca por outro cavaleiro. Assim sucessivamente até chegar ao seu destino.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Atividades - 7º anos

Leia p. 158 até 163 e explique:
a- Chapetones: espanhóis que ocupavam postos públicos mais elevados no governo, igreja e exercito.
b- Criollos: descendentes de espanhóis nascidos na América.
c- Mestiços: Filhos de espanhóis com índias.
d- Indígenas: nativos da América
e- Negros escravizados: africanos trazidos para a escravidão
f- Mita: Instituição de origem inca, alterada pelos espanhóis. Os chefes indígenas deveriam selecionar homens para trabalhar para os espanhóis, geralmente nas minas.
g- Encomienda: Instituição que autorizava os colonos explorar a mão-de-obra indígena para a agricultura ou mineração. Os espanhóis também poderiam cobrar impostos das tribos. O encomendero estava obrigado a catequizar os nativos de sua responsabilidade.

A Colonização espanhola

O império colonial espanhol na América era gigantesco. Cobria desde o México até a Argentina. A principal atividade era a mineração de prata e ouro 9México, Peru e Bolívia), mas também havia a exportação de açúcar, algodão, milho, tabaco e cacau.
O trabalho era executado pelos índios, submetido a formas servis como a encomienda e a mita.
A elite colonial dividi-se em penisulares (chapetones), nascido na espanha e Criollos, brancos nascidos na América. Os principais cargos ficavam comos Chapetones.

A America pré-colombiana

Quando Colombo chegou á América, havia no continente mais de 50 milhões de habitantes.
Os "índios" são, na verdade povos completamente diferentes uns dos outros e cada grupo tem sua própria cultura e organização social. eles não eram nem inferiores nem superiores à sociedade europeia, apenas formavam um outro tipo de sociedade.

Tratado de Tordesilhas

Com as descobertas realizadas tanto por Portugal, como pela Espanha, esses dois países assinaram um tratado dividindo as terras, para evitar maiores problemas. Esse trabalho chamado de Tordesilhas, determinava que as terras seriam divididas por um merediano que passava a 370 léguas a oeste do arqu´pélago de cabo Verde. Todas as terras a leste do merediano de Tordesilhas seriam de Portugal e a oeste da Espanha.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

trabalho de História - 7º anos

Entregar dia 27/08      Valor: 5,0 pontos
Siga o roteiro
  • Fazer a leitura da página 136 até a 145.
  • Copiar e responde questões da página 146 especificadas abaixo:
Questão 1. É preciso fazer o quadro comparativo.
Questão 2. Copie o quadro (ou xerox)
Questão 3. Copiar o enunciado e responder
Questão 4: Se preferir faça a cópia do mural (xerox).
Questão 5. Copie (ou xerox) o texto da interpretação.
Bom Trabalho

6º ano Atividade 6 p. 136

Explique em seu caderno cada uma das expressões:

a- Empório: Colônia fundada pelos fenícios na costa da Espanha e da África, onde realizavam transações comerciais com outros povos
b- Torá: Principal fonte de estudo do Povo judeus.
c- Monoteísmo: Característica central da religião dos hebreus e significa a crença em um só Deus.
d- Patriarcas: Período da história dos hebreus em que eles se organizavam em grupos familiares, sob a liderança de um ancião.
e- Cativeiro da Babilônia: Período em que o povo de Judá viveu como prisioneiro na Babilônia.
f- Período dos Juízes: Período em que os chefes políticos e militares governavam as tribos de Canaã depois do exílio no Egito.
g- Cidades-Estado: Forma como os fenícios de organizavam politicamente.

Atividades - 6º ano- Questão 2 p. 136

Responda

a- Que motivos levaram fenícios e hebreus a viajarem? Os fenícios viajavam principalmente para realizar trocas conerciais com outros povos; e os hebreus porqe estavam à procura de um lugar para se estabelecer.
b- Que Deus ou deuses os fenícios e os hebreus cultuavam? Os fenícios adoravam vários deuses a quem chamavam de Baal e Baalat; enquanto os hebreus cultuavam Javé, um deus único.
c- Como você esplica o diferença entre politeísmo e monoteísmo? Politeísmo é a crença em vários deuses, de modo geral identificados com as forças da natureza. Monoteísmo é a crença em um só deus.
d- Que consequência trouxe para a história fenícia o fato de seu território ser um ponto de passagem entre o Egito e o Oriente? essa característica da posição geográfica fenicia teve como efeito um grande intercâmbio comercial e cultural entre a fenícia e os povos da região, como demonstram as descobertas de objetos nos territórios vizinhos e os traços da pintura egípcia em relevos fenícios.

domingo, 15 de agosto de 2010

Atividade avaliativa

As necessidades comerciais dos fenícios impulsionaram a Matemática. Ao mesmo tempo desenvolveram sua mais significativa contribuição para a humanidade: um alfabeto fonético simplificado, composto de 22 letras. Todas as palavras poderiam ser representadas pela combinação de letras evitando a necessidade de memorizar milhares de diagramas. Assimilando, por gregos e romanos, serviu de base para o alfabeto ocidental atual.

Veja o alfabeto inventado pelos fenícios:

Atividade Avaliativa no caderno

Escreva uma frase  (livre)
Utizando o dicionário Aurélio  transcreva esta frase para o alfabeto fenicio.


O Alfabeto

Pagina 139
Ler o texto, copiar e responder as questões: 1, 2 e 4




1-Em seu caderno, liste os caminhos por onde o alfabeto passou desde a Fenícia até os dias de hoje.
Fenícia ___ Grécia ___ Roma ___ Portugal ____ Brasil
2- Leia e responda.
Os fenícios foram os inventores do alfabeto.
isso significa dizer que eles também inventaram a escrita? Justifique:  Não, pois a escrita já existia muito antes de os fenícios inventarem o alfabeto. Mas os tipos de escrita que existia não eram alfabética. Os egípcios e os sumérios por exemplo, tinham uma escrita pictórica, em que os sinais representam palavras ou ideias.
4- No seu ponto de vista, com qual dos alfabetos foi mais prático escrever? Por que?  
Pessoal

Atividades - 7 º anos - Interpretação de textos

Questão 2. p. 132
Faça um quadro comparativo entre a expansão marítima portuguesa e a expansão marítima espanhola. Siga o roteiro


Questão 6


a- Que acontecimentos da nossa história é o tema central do texto? O desembarque da tripulação da esquadra de Cabral no Litoral da Bahia.
b- Em que século se deu esse acontecimento? Sécu XV.
c- Por que o autor, ao comentar o acontecimento, usa a expressão "pelo menos oficialmente"? Porque, segundo a versão oficial, os portugueses pisaram pela primeira vez nas terras americanas em abril de 1500. No entanto, há outra hipótese: a de que os portugueses já tinham conhecimento da existência do Brasil antes de 1500.

Questão 7
a-Qual a ideia central do texto? O papel singular das viagens portuguesas e espanholas no estabelecimento de um mercado mundial.
b-Quais feitos dos navegadores portugueses e espanhóis foram destacados pelo autor? O contorno da costa ocidental da África e do Cabo da Boa Esperança, a chegada às ilhas das especiarias e à costa do sul da China.
c-Em que séculos esses fatos ocorreram? Ocorreram nos séulos XV e no XVI
d- Segundo o autor, por que as viagens marítimas portuguesas e espanholas alteraram o curso da história? As viagens portuguesas e espanholas alteraram o curso da história porque interligaram os quatro continentes em um mercado mundial.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

História em revista

As monarquias nacionais adotaram uma série de medidas para fortalecer o reino. A chagre abaixo, (Maurício Lopes de Souza), representa uma dessas medidas. Identifique-a e explique.

A Expansão Marítima

Desde o tempo das cruzadas que os italianos obtinham mercadorias orientais trazidas pelos árabes. Esse comércio era feito através do mar Mediterrâneo. Os portugueses desejavam alcançar as Índias (o Oriente) a partir do oceano Atlântico. Como foi o primeiro Estado absolutista a se formar, Portugal acabou sendo o pioneiro da expansão marítima europeia. Os navegadores portugueses foram aprendendo a contornar a África (onde obtinham ouro e escravos) até que, finalmente, em 1498, Vasco da Gama foi o primeiro europeu a chegar às Índias pelo mar.
Anos antes, o italiano Cristovão Colombo, navegando para os reis da Espanha tinha alcançado a América (1492). Ele também queria chegar à Ásia pelo oceano e, em querer, encontrou a América.

domingo, 8 de agosto de 2010

Hebreus, Fenicios e Persas

Hebreus
O povo hebreu, também foi chamados de israelita e de judeu, viveu na Palestina (onde hoje está Israel). A característica mais notável é que eles eram monoteístas, ou seja, só acreditavam num único deus. O livro religioso hebreu é a primeira parte da Bíblia, o Antigo Testamento. Esse livro fala da Criação, de Adão e Eva, e de vários heróis do povo judeus: Abraão, Davi, Sansão, Elias, Salomão, e o principal, Moises que liderou a fuga dos judeus do Egito. Mais tarde, a Palestina dói dominada pelos romanos e então o povo judeu se dispersou pelo mundo, indo viver no Oriente Médio e na Europa.
Fenícia
Os fenícios viviam onde hoje está o Líbano e a Síria, em lugares difíceis para a agricultura. Eram excelente marinheiros e grandes comerciantes. Fundaram Cartago, uma rica colônia no Norte da África. O alfabeto fenício foi o precursor do nosso alfabeto atual.
Pérsia
Os persas habitavam a região onde hoje está o Irã. Formaram um dos maiores impérios da antiguidades. O império era muito organizado, com funcionários que controlavam cada província (“os ouvidos e olhos do rei”). Os persas absorveram elementos das culturas dos povos que dominavam.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Revisão, 6 ano

Documentário sobre o estudo da história, calendários e os períodos da pré-história.
Dê o significado das seguintes palavras;
a-Cultura:
b- Civilização:
c- Sociedade:
d. Linguagem:
e. Escrita

Documentário de revisão sobre a Civilização Mesopotâmia.
1- O que é cidade-estado? São Cidades independentes, polí, econômica, juridicamente e militarmente.
2-Como se chamava a escrita da Mesopotâmia? Cuneiforme
3-Em que ano e que civilização conquistou definitivamente a Mesopotâmia? 539 a.C. pelo persas

Documentário de revisão : Civilização Egípcia.
1. Qual a importância do rio Nilo para o desenvolvimento da civilização do Egito?
O rio fertilizava o solo depois de suas cheias, transportavam as mercadorias, suas águas eram usadas para a irrigação e a pesca era praticada .
2- Qual a localização do Egito Antigo? No deserto do Saara, nordeste da África, nas margens do rio Nilo.
3. Em que ano e que civilização conquistou definitivamente o Egito? 525 a.C. pelos persas

Atividades de fixação

1.O que foi o Mercantilismo? Foi um conjunto de medidas voltadas para o fortalecimento do comércio nacional e do reino.
2. Cite e explique resumidamente as principais medidas mercantilistas tomadas pelos governos para fortalecer o Estado.
  • Metalismos: acúmulo de metais preciosos. A riqueza de uma nação era medida pela quantidade de metais que ela possuía dentro de suas fronteiras. Por isso precisavam evitar a saída de "moedas".
  • Balança Comercial favorável: O objetivo era aumentar as exportaçãoes e reduzir as importações.
  • Estímulo às manufaturas locais: Era uma maneira de estimular a produção de produtos para abastecer o mercado interno e exportar.
  • Conquista de Colônias: As colônias forneciam mercadorias a preços vantajosos e compravam produtos manufaturados da metrópole.

Mercantilismo

Os reis absolutistas incentivaram o desenvolvimento da economia dos países. Afinal, quanto mais riqueza a nação tivesse, mais impostos poderiam ser recolhidos e mais rico  o Estado seria. Desse modo, os monarcas estabeleciam regras para o funcionamento da economia. Determinavam o que as pessoas podiam ou não fazer em relação ao comércio, às colônias, as manufaturas etc.
Essa intervenção do estado absolutista sobre a economia foi chamada de Mercantilismo pelos historiadores atuais. Os reis e ministros da época (entre os séculos XV e XVII) acreditavam que um país seria próspero de acordo com a quantidade de metais preciosos (ouro e prata) pudesse acumular dentro de suas fronteiras. Por isso, deveria exportar muito e importante e importar pouco, isto é, obter uma balança comercial favorável.
O Estado dificultava as importações (protecionismo alfandegário), ajudava a estabelecer colônias, protegia as maufaturas contra a concorrência, contratava o serviço de corsários (piratas a serviço de Estado)

Trabalho de História - 6º anos

Assunto: Revisão - Egito
Aluno:
Série:______ Turma:
Entrega: 6 A, C e D ( 10/08/10
              6 B ( 11/08/10)
1. Qual a localização do Egito Antigo?
2. Qual a importância do rio Nilo para o desenvolvimento da Civilização Egípcia?
3. O que fazia:
a- os astronomos:
b- os camponeses
c- os técnicos
4- O que significa Faraó?
5- Qual o papel dos seguintes colaboradores do rei?
a- Vizir
b- Sacerdotes
c- escribas
6- Como era a vida diária dos faraós?
7- Como era as casas dos poderosos no Egito Antigo?
8- Como era as vestimentas dos egípcios antigos?
9- Em que atividade era baseada a economia do Egito Antigo?
10-Quais as especialidades dos artesão egípcios?
11- Qual a função dos soldados no Egito Antigo?
12- Como era a vida dos escravos no Egito Antigo?
13- Por que os egípcios mumificavam seus mortos?
14-Descreva a escrita do Egito Antigo.

Recomeçar!

"Sempre é tempo de recomeçar. Em qualquer situação podemos abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas, ter outros sonhos. Renovar o nosso compromisso com a vida e assim, renascer para a vida e alcançar a felicidade. Não importa quem te feriu, o importante é que você ficou. Não interessa o que te faltou, tudo pode ser conquistado. Não se ligue em quem te traiu, você foi fiel. Não se lamente por quem se foi, cada um tem seu tempo. Não reclame da dor, ela é a conselheira que nos chama de volta ao caminho. Não se espante com as pessoas, cada um carrega dentro de si, dores e marcas que alteram o seu comportamento, ora estamos felizes e transbordamos de alegria e paz, ora estamos melancólicos e só queremos ficar sozinhos... O mundo está cheio de novas oportunidades, basta olhar para a terra depois da chuva. Veja quantas plantinhas estão surgindo, como o verde se espalha mais bonito e forte depois da tempestade. As portas se abrem para os que não tem medo de enfrentar as adversidades da vida, para os que caíram, mas se levantam com o brilho de vitória nos olhos. Todo o caminho tem duas mãos, uma que seguimos ainda com passos inseguros, com medo, porque não sabemos ainda o que vamos encontrar lá na frente, na volta, mesmo derrotados, já sabemos o que tem no caminho, e quando um dia, resolvemos enfrentar os nossos medos e fazer essa viagem novamente, somos mais fortes, nossos passos são mais firmes, já sabemos onde e como chegar ao destino, o destino é a vitória, o seu destino é ser feliz, eu creio nisso, e você? Você está pronto para recomeçar? O caminho está a tua espera, pé na estrada, coloque um sonho na alma, fé no coração e esperança na mochila, a vida se enche de novidades para os que se aventuram na viagem que conduz a verdadeira liberdade."

Publicidade:


Autor: (Desconhecido)

sábado, 26 de junho de 2010

Trabalho de História - 7º anos

Trabalho de História - Valor 10,0 pontos
Nome;
Turma:   
Data de entrega: 30/06/10
Vale para revisão para a Prova Bimestral

  1. Quais os meios de divulgação do Humanismo?
  2. Por que a invenção da imprensa influenciou a divulgação das ideias humanistas?
  3. Qual o caminho para a salvação, segundo Lutero?
  4. O que foi o mecenato no Renascimento artístico?
  5. Que nome de dá a visão humanistas de "dignidade do Homem"?
  6. Quem pintou "A Monalisa"?
  7. O que foi o Anglicanismo?
  8. De que maneira a Igreja Católica reagiu ao protestantismo?
  9. O que defendia a doutrina Calvinista?
  10. O que foi a Reforma Protestante e qual a importância de Lutero?
  11. Por que a Igreja Católica entrou em crise?
  12. Quais os os fatores que contribuíram para a formação das Monarquias Nacionais?
  13. Como estava dividida a sociedade feudal?
  14. Qual o período de formação das Monarquias Nacionais?
  15. Quais são os 7 sacramentos da Igreja Católica?
  16. O que foi a Noite de São Bartolomeu?
  17. Quis são os sacramentos mantidos por Lutero?
  18. Qual o interesse da burguesia em diminuir o poder da Igreja Católica?
  19. Qual o interesse dos reis em diminuir o poder da Igreja Católica?
  20. Por que o rei Henrique VIII, da Inglaterra, rompeu com a Igreja de Roma?